Para uma melhor experiência por favor use o browser CHROME, FIREFOX, OPERA ou Internet Explorer.
O ALUGUEL NO IMPOSTO DE RENDA

O ALUGUEL NO IMPOSTO DE RENDA

Você sabe como declarar o aluguel no imposto de renda ? Pois saiba que a forma de lançá-los dependerá do tipo de inquilino: pessoa física ou jurídica (empresa).

a) Inquilino Pessoa Física: neste caso, até o limite de isenção (R$ 1.903,98 em 2017 ) o locador está dispensado de recolhimento de impostos. Em ultrapassando tal limite, deve-se recolher o carnê-leão mês a mês. Em havendo informado os rendimentos de aluguel na declaração mas sem o devido recolhimento à época, o locador pagará uma multa de 50% sobre o imposto devido. Mas no caso de pagamento dos impostos atrasados antes da entrega da declaração IRPF, a multa será no máximo de 20%. Vale lembrar que será considerado como pessoa física ainda que o pagamento seja realizado por intermédio de uma imobiliária.

Em ultrapassando tal limite, deve-se recolher o carnê-leão mês a mês. Em havendo informado os rendimentos de aluguel na declaração mas sem o devido recolhimento à época, o locador pagará uma multa de 50% sobre o imposto devido

Os aluguéis recebidos deverão ser declarados em “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física e do Exterior pelo titular”, na aba “Outras Informações”, “Aluguéis”. Em havendo mais de um aluguel por mês, deve-se somar todos os valores recebidos no mês. No caso de pagamento de condomínio, IPTU (bem como outros impostos e taxas) ou mesmo remuneração à imobiliária, deve-se deduzir tais montantes do aluguel, especificando o valor líquido recebido em cada mês.

b) Inquilino Pessoa Jurídica: caso o aluguel seja superior ao limite de isenção, a empresa (inquilina) deverá reter o Imposto de Renda na fonte. Não há que se falar em carnê-leão por parte do locador. A declaração será realizada na área “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”. Deve-se atentar, contudo, que em havendo a intermediação de uma imobiliária, a empresa inquilina talvez desconheça a remuneração da imobiliária, de maneira que o informe de rendimentos produzido pela empresa não especifica o desconto da comissão, apenas valor bruto do aluguel. Cabe ao locador designar a comissão paga à imobiliária em “Pagamentos Efetuados”, código 71 – Administrador de Imóveis.

Para maiores informações, consulte um advogado especializado ou um contador.

deixe seu comentário


Deixe uma resposta

Topo
%d blogueiros gostam disto: